Notícia

Paulo Paim critica incorporação do ministério da Previdência pela Fazenda


O senador Paulo Paim (PT-RS) criticou o fato de o Ministério da Previdência Social ser agora um departamento do Ministério da Fazenda. Para ele, isso revela que o governo vai atender aos interesses do mercado em detrimento dos interesses das pessoas.


Paulo Paim disse que se a população soubesse que haveria essa mudança, assim como a outra que o governo acabou voltando atrás, que foi a fusão dos Ministérios da Educação e Cultura, não teria apoiado o impeachment. Outra crítica do senador é a junção dos Ministérios da Comunicação com o da Ciência e Tecnologia.


Lava Jato


Ele também falou da divulgação da gravação entre o ex-diretor da Transpetro Sérgio Machado e o ministro do Planejamento, Romero Jucá, sobre um acordo para abafar a operação Lava Jato e disse que isso é muito grave.


Por tudo isso, Paulo Paim acredita que o impeachment não reduziu a crise pela qual o país está passando. Tanto é assim, disse ele, que os movimentos populares continuam se manifestando pelas ruas do país. Para o senador, o melhor para o Brasil seria a antecipação das eleições diretas para presidente da República:


— O povo brasileiro quer democracia. E não quer a democracia sendo agredida como está sendo. A única saída seria uma grande concertação, dando a oportunidade do povo, pelo voto direto, fazer aquilo que nós clamamos: a união nacional.


Fonte: Agencia Senado


24/05/2016

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.