Notícia

Brasileiro espera melhora lenta do mercado de trabalho, diz FGV


Apesar do mau momento do mercado de trabalho, há a expectativa de que o cenário vai melhorar, segundo o pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) Fernando de Holanda Barbosa Filho. O Indicador Antecedente do Emprego (IAEmp) de maio, divulgado nesta quinta-feira, 9, demonstra que a percepção dos entrevistados é que vagas serão criadas no horizonte de seis meses. O indicador avançou 3,8%, ao atingir 79,4 pontos, o melhor nível desde abril de 2014.


O IAEmp é calculado a partir de dados extraídos de sondagens da indústria, serviços e do consumidor, realizadas pelo Ibre/FGV, e sinaliza a percepção dos entrevistados do que será o mercado de trabalho ao longo do semestre. Apesar do otimismo, o resultado da pesquisa ainda está abaixo da média histórica, o que demonstra, segundo Barbosa Filho, que os entrevistados não estão completamente seguros de que o cenário vai melhorar.


Já o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), que avalia o cenário presente, mostra que os consumidores continuam demonstrando pessimismo com o mercado de trabalho. O índice subiu 4,1%. O avanço significa piora da percepção do mercado de trabalho. "Na prática, o retrato é de otimismo, mas também de recuperação lenta", afirmou Barbosa Filho.


O ICD é formulado a partir da Sondagem do Consumidor, que capta a percepção do entrevistado a respeito da situação presente do mercado de trabalho.


Fonte: Estadão


10/06/2016

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.