Notícia

Paim comemora inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho


Em discurso nesta sexta-feira (24), o senador Paulo Paim (PT-RS) avaliou o Estatuto da Pessoa com Deficiência como “uma política que deu certo”. Ele ressaltou que a lei que instituiu as cotas para contratar estas pessoas em empresas privadas.


Paim citou números de pessoas com deficiência admitidas em setores como o de saúde (mil enfermeiros, 2.200 técnicos em enfermagem), o administrativo (38 mil auxiliares de escritório, 4 mil recepcionistas) e também em empresas de limpeza e conservação (5 mil), entre outros.


— São quase 100 mil pessoas com deficiência que, graças a essa política das cotas, contratadas para que possam estar em uma atividade laboral, fazem com que a inclusão vá se tornando realidade — disse.


Apesar do crescimento das contratações, o número ainda não é o ideal, disse o senador. Empresas alegam que não encontram pessoas preparadas para cumprir com a política de cotas. Entidades que atuam para promover essa inclusão alegam que não há boa vontade das empresas. Por isso, na opinião de Paim, é preciso que as próprias empresas invistam na qualificação dessas pessoas, assim como na adequação física, para promover a acessibilidade.


O senador elogiou as metalúrgicas do estado de São Paulo pois, com boa vontade, criatividade e senso de responsabilidade social cumpriram a política de cotas com porcentagens além das determinadas na lei (de 2% a 5% do total de empregados para empresas com mais de 100 funcionários).


— Num primeiro momento, todos veem obstáculos em assumir o novo e sua responsabilidade social, mas estamos vencendo essa barreira. Se antes, uma em cada cinco empresas resistiam à aplicação da lei de cotas, hoje é uma em cada 13 — comemorou.


Igualdade


Paulo Paim registrou ainda a realização em São Luís (MA), do 5º Congresso Nacional da União de Negros Pela Igualdade (Unegro), com o tema “Negras e Negros nos Espaços de Poder e em Defesa da Vida”. O senador citou figuras importantes para a inclusão e a história do Brasil e do mundo, como Abdias Nascimento e Martin Luther King.


O parlamentar também comemorou a inclusão, na Agenda Brasil, da proposta que regulamenta o direito de greve no serviço público.


Fonte: Agência Senado


24/06/2016

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.