Notícia

Plenária ugetista discute propostas para miniminar os efeitos da reforma trabalhista


Nesta quarta-feira, 16, a União Geral dos Trabalhadores do Rio (UGT-RJ) realizou sua plenária mensal reunindo representantes das entidades filiadas. Em pauta, as perdas geradas pela reforma trabalhista e a apresentação de propostas de ações conjuntas para impedir que a Lei 13.467/2017 entre em vigor em novembro próximo.


De acordo com o secretário Jurídico da UGT-RJ, Cláudio Rocha, as centrais sindicais estão aguardando a publicação da Medida Provisória do Senado que altera alguns pontos da reforma trabalhista, tais como o trabalho intermitente, o trabalho de gestante e lactantes em ambientes insalubres e a não substituição dos sindicatos por comissões de representantes de empregados, questões necessárias à minimização dos "nefastos efeitos" da reforma sancionada pelo presidente Temer.


Além dos prejuízos à classe trabalhadora, os ugetistas também discutiram os mecanismos utilizados pelo governo para o enfraquecimento do Movimento Sindical com ações, por exemplo, como o fim do Imposto Sindical e a restrição da atuação dos mesmos.


O encontro de hoje resultará num documento com propostas dos sindicalistas do estado que será apresentado na plenária nacional da UGT na próxima semana, oportunidade em que ugetistas de todo o Brasil estarão reunidos para debater, entre outras questões, as reformas do Governo Temer.


16/08/2017

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.