Notícia

Corte no orçamento da Assistência Social para 2018 será discutido em audiência na quarta


A Comissão de Legislação Participativa promove, nesta quarta-feira (25), uma audiência pública para discutir o corte orçamentário da Assistência Social para o exercício de 2018.


O debate foi solicitado pelas deputadas Luiza Erundina (Psol-SP) e Flávia Morais (PDT-GO). Segundo as parlamentares, a proposta orçamentária enviada pelo governo federal ao Congresso traz um corte de 98,05% para a área da Assistência Social.


“O corte orçamentário previsto para 2018 incidirá em demissões em massa, além do desmantelamento das bases estruturantes do Sistema Único de Assistência Social e da precarização das condições de trabalho dos mais de 600 mil trabalhadores e trabalhadoras do Sistema Único de Assistência Social”, afirmam as deputadas.


Elas destacam ainda que o Conselho Federal e os conselhos regionais de Serviço Social, e também o Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), emitiram ao longo das últimas semanas notas e moções de repúdio, denunciando o orçamento definido pelo governo para a política de assistência social.


“De acordo com o CNAS, o impacto na política de assistência social deverá atingir 2 milhões de pessoas na quase totalidade dos municípios brasileiros, que deixarão de contar com os programas, seja na proteção básica, no conjunto de serviços e projetos de prevenção de situações de risco social, ou na proteção social especial, que atua na proteção de famílias no enfrentamento de situações de violação de direitos”, alertam.


Convidados


Foram convidados para discutir o assunto:


- o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira;


- o presidente do Conselho Nacional de Assistência Social, Fábio Moassab Bruni;


- o presidente do Fórum Nacional de Secretários(as) de Estado da Assistência Social (Fonseas), Josbertini Virgínio Clementino; e


- a presidente do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas), Vanda Anselmo Braga dos Santos.


Participação popular


A audiência pública está marcada para as 14 horas, no plenário 3. Os interessados podem participar do debate enviando perguntas e comentários por meio do portal e-Democracia, no banner abaixo.


Fonte: Agência Câmara Notícias


23/10/2017

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.