Notícia

Projeto muda regra para pagamento de aviso prévio a trabalhador demitido


Indenização em caso de demissão sem justa causa pode ficar isenta de contribuição previdenciária


SÃO PAULO – O pagamento de aviso prévio ao trabalhador demitido sem justa causa pode ficar isento de contribuição previdenciária. É isso que diz o projeto de lei 918/2012, de autoria do senador licenciado Blairo Maggi (PR-MT), que tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).


Como tem tramitação em caráter terminativo, caso seja aprovado na CAS, o projeto seguirá direto para a Câmara dos Deputados se não houver recurso para o plenário.


A compensação do aviso prévio tem valor de um salário e é aplicada em casos de demissão pelo empregador sem justa causa e sem cumprimento de aviso prévio trabalhado. Há jurisprudência no Tribunal Superior do Trabalho (TST) de que essa verba, por ser indenizatória, não deve integrar a base de cálculo da contribuição previdenciária.


Mesmo assim, essa compensação não está entre as importâncias isentas de contribuição previdenciária relacionadas na lei que trata da organização da seguridade social. Por isso, atualmente a Receita Federal exige o pagamento da contribuição previdenciária sobre esses valores.


Fonte: Infomoney


Data: 23/01/2018

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.