Notícia

Afif diz que MPEs tiveram saldo positivo de emprego em 2017


Depois de dois anos com saldos negativos, os pequenos negócios voltam a reagir com saldo positivo na geração de empregos em 2017. Os pequenos negócios acumularam um saldo de aproximadamente 330 mil novos empregos, nos últimos 12 meses, na contramão das médias e grandes empresas, que foram responsáveis pela extinção líquida de 350 mil postos de trabalho neste mesmo período.


- Os números mostram que há uma sinalização real em reverter de vez os saldos negativos de 2015 e 2016. Isso demonstra a força e importância das micro e pequenas empresas na geração de empregos do país - explica o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.


O acumulado do ano aponta ainda que praticamente todos os setores obtiveram resultado positivo, com destaque para as MPE do setor de Serviços, com um saldo de 206,4 mil postos de trabalho formais gerados, seguidas das do Comércio, com 90 mil novos empregos. Os dados são do levantamento feito pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), fornecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Apenas os setores da Construção Civil e da Extração Mineral registraram saldos negativos de 6,4 mil e de 2,1 mil, respectivamente.


Ao longo do ano, com exceção dos meses de março e dezembro, as micro e pequenas empresas apresentaram número de contratação superior ao de demissões.


- E apesar das médias e grandes empresas terem fechado 2017 com saldo negativo, há uma sinalização de que haverá recuperação geral na geração de empregos, o que também é bom para as micro e pequenas - destaca Afif.


Em função da sazonalidade, as empresas, de um modo geral, apresentam saldos negativos de empregos todos os anos no mês de dezembro, que em 2017 foram puxados pela Indústria e pelo setor de Serviços. No último mês do ano passado, os pequenos negócios registraram o saldo negativo de 164 mil empregos, enquanto as médias e grandes empresas computaram também saldo negativo de 147 mil empregos.


Empresários esperam faturamento e investimento superiores em 2018


Os empresários estão otimistas em relação ao aumento do faturamento e também dos investimentos nos negócios em 2018. É o que identificou a pesquisa "Expectativa Empresarial" da Boa Vista SCPC, realizada no quarto trimestre de 2017, com cerca de 920 respondentes de todo o Brasil. Dos entrevistados, 81% esperam que o faturamento cresça em 2018 na comparação com o ano anterior. Por setor, os empresários do comércio são os mais otimistas neste quesito, com 85%. Logo depois estão os da indústria (81%) e de serviço (80%). a tabela abaixo mostra os detalhes.


De modo geral, para 58% das empresas investigadas pela Boa Vista SCPC no 4ºTri17, há também uma expectativa de crescimento nos investimentos para o ano de 2018, como parâmetro aos valores investidos em 2017. Na comparação por porte, mais de 60% das pequenas, médias e grandes empresas pretendem investir mais que em 2017. Na análise por setor, 65% das empresas do setor de comércio pretendem investir mais no próximo ano, assim como 57% das empresas do setor de serviços e 52% das empresas no setor da indústria.


Ainda de acordo com a pesquisa, 65% delas esperam que em 2018 o nível de endividamento diminua em comparação ao ano de 2017. Esta expectativa é maior entre as empresas de pequeno (68%) e médio (72%) portes, e também no setor do comércio (68%). De modo geral, para 2018, 47% das empresas esperam diminuição da inadimplência nos negócios. Entre as empresas de médio porte e também no setor de comércio, coincidentemente esta expectativa é de 56%, e superior quando comparada aos demais portes e setores analisados.


Dos empresários entrevistados, 54% são proprietários, sócios e presidentes. 6% superintendentes e diretores. 20% gerentes. 3% coordenadores e supervisores. 13% analistas e assistentes e 4% contador e controller. 12% são do setor da indústria, 33% do comércio e 55% de serviços. 79% são de micro e pequeno portes; 11% de médio porte e 10% de grande porte.


Fonte: Monitor Mercantil


Data: 29/01/2018

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.