Notícia

Seminário da UGT discute os desafios do mundo do trabalho com o avanço tecnológico



Ugetistas do Rio de Janeiro, entre eles o presidente Nilson Duarte Costa, participam, em São Paulo, do seminário 1° de Maio - Dia Internacional dos Trabalhadores promovido pela União Geral dos Trabalhadores (UGT).


Este ano, o seminário que já vem acontecendo há 5 anos em comemoração ao Dia do Trabalhador, teve como tema a "4ª Revolução Industrial: os impactos no mundo do trabalho e a construção de uma nova sociabilidade firmada nos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável".


A cerimônia de abertura, nesta quinta-feira, 26, foi prestgiada com a presenca do governador de São Paulo, Marcio França, além de parlamentares, representantes de centrais sindicais e ugetistas de diversos estados brasileiros.


Presidente nacional da UGT, Ricardo Patah abriu o seminário falando sobre a importância do evento para o debate de caminhos que levem à superação da reforma trabalhista que ele chamou de criminosa.


A 4ª revolução industrial e seus efeitos no mundo do trabalho, ou seja, o avanço das tecnologias contribuindo para a elevação do desemprego nos mais diversos setores da economia, foi a abordagem mais discutida pelos palestrantes.


De acordo com pesquisa feita em 46 países, 60% das ocupações têm pelo menos 30% de tarefas com potencial de automação . A pesquisa indica ainda que 15% das funções atuais, na média, serão substituídas ou eliminadas com maior incidência em economias mais avançadas.


Outra curiosidade sobre o uso da inteligência artificial ainda pouco percebida é que, só em 2016, 57% das transferências de recursos foram realizadas por smartphones e computadores, resultando no encolhimento das agências bancárias, nas fusões e, consequentemente, em mais demissões. Os dados são do Banco Central.


Professores, mestres e doutores em economia, finanças públicas e ciência política, os acadêmicos palestrantes enfatizaram que a revolução do mundo do trabalho vai substituir cada vez mais o trabalhador por tecnologia.


Eles foram categóricos e unânimes ao afirmar que sem a capacidade de entendimento pleno do atual momento nós, trabalhadores, não conseguiremos apontar caminhos para a defesa de nossos interesses.


A reorganização sindical para fortalecer a representatividade, as formas como o Brasil está se preparando para a 4ª revolução industrial, os desafios do mercado de trabalho e o debate com os presidenciáveis também foram questões abordadas.


O seminário do Dia do Trabalhador, encerrado nesta sexta, 27, também teve o seu momento cultural com apresentação do poeta repentista escritor e músico Oliveira de Panelas. Pernambucano colecionador de prêmios pelo país afora e internacionalmente, ele afirmou ser, acima de tudo um trabalhador. Entre um poema e outro, ele afirmou: "Capital rima com o mal, é letal".


Data: 27/04/2018

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.