Notícia

Mantido impasse no reajuste do piso regional


Tanto a bancada de trabalhadores quanto a dos empresários mantiveram percentuais apresentados no encontro anterior


Empregadores querem reajuste de 1,22% e os sindicalistas reivindicam 6,95% - Marcello Casal jr. / Agência Brasil

Rio - A última reunião do ano do Conselho Estadual de Trabalho e Renda, nesta quinta-feira, não definiu proposta de consenso para reajustar o piso regional em 2019. Tanto a bancada de trabalhadores quanto a dos empresários mantiveram percentuais apresentados no encontro anterior. Conforme O DIA antecipou com exclusividade no dia 6, empregadores querem reajuste de 1,22% e os sindicalistas reivindicam 6,95%.


A bancada dos patrões propôs ainda que o programa jovem aprendiz não seja abrangido pela lei do piso, além excluir a possibilidade do Poder Executivo fiscalizar à aplicação da legislação.


Os trabalhadores defendem unificar as faixa 1 e 2 e estender o piso regional para o funcionalismo estadual, entre outros pontos apresentados na reunião. Agora, caberá ao governo do estado encaminhar uma proposta para Assembleia Legislativa do Rio com previsão do aumento.


Conforme a Lei Complementar 103/2000, com houve eleição este ano, o enviou deverá ser feito pela próxima gestão, ou seja, após a posse do governador eleito, Wilson Witzel (PSC).


Data: 17/12/2018

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.