Notícia

Trabalhadores unidos derrubam proposta de reajuste zero do piso estadual


Ugetistas representantes do Sindicato do Asseio do Rio


Em audiência na Alerj, nesta terça-feira, 26, lideranças da União Geral dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (UGT-RJ) e das demais centrais sindicais pressionaram deputados para que votassem contra a proposta de congelamento dos pisos estaduais apresentada pelo governador Wilson Witzel.


O reajuste obtido foi de 3,75% que corresponde à inflação de 2018. A proposta inicial dos trabalhadores era de 6,95% e a dos empresários de 1,22%.


Representante da UGT-RJ no Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Renda do Estado do Rio de Janeiro (Ceterj), Cláudio Rocha esclareceu que “nesta fase de negociação, os trabalhadores queriam pelo menos 4,61%, índice correspondente ao reajuste do salário mínimo”.


Ugetistas, representantes do SindFilantrópicas, Sintur e Federação dos Trabalhadores Ferroviários.


Rocha destaca a luta do Psol que, até o último momento, pleiteava um reajuste de 4,3%, que corresponde à inflação do estado. Favorável ao congelamento do piso, o deputado Rodrigo Amorim, do Partido Novo, argumentou que o reajuste salarial causaria inflação. Seguindo a mesma linha, o deputado Alexandre Knoploch, do PSL, também era favorável ao congelamento por dois anos.


“Claro que não souberam responder aos questionamentos de que o governo congelaria os aumentos das tarifas e impostos por dois anos”, ressaltou o diretor ugetista, informando que agora o projeto irá para sanção do governador.


Data: 26/02/2019

TV UGT-RJ


Jornal UGT-RJ

Filie-se a UGT-RJ

Projeto Inclusão Digital

Cartilhas UGT-RJ


Visitantes

Contador de Acesso - Contador de visitas

Rádio Web Fire FM

Endereço: Rua Camerino, 128 7ºAndar, Centro - Rio de Janeiro, Cep: 20080-010

Telefone: (21) 2223-2656
Telefone: (21) 2223-7849
Desenvolvido por:


Todos os Direitos Reservados UGT RJ - União Geral dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro.